Paulo Alexandre Azevedo - Fisioterapeuta, Todos

Sexo, o presente divino!

A palavra sexo sempre assustou e continua assustando alguns.

Aprendemos que sexo era pecado, sujo, que não deveria ser comentado, muito menos questionado. Talvez tenhamos demorado a perceber que o sexo é sagrado, divino, fonte de vida. É muito mais que o ato em si, é a possibilidade de alcançar a sua divindade, a liberdade.
Por que o sexo é um tabu?

Seria motivo de vergonha ou de críticas?

Quantas pessoas deixam de alcançar o prazer pleno, não só orgasmo, mas também o conhecimento do corpo, o toque, a sensibilidade da pele, novamente o encontro com o deus que habita em cada corpo?

Integrar, incluir, empatizar e existir são as propostas do SEX SAÚDE. Uma saúde sexual para todos, sem julgamentos e preconceitos: apenas o respeito ao sagrado. Trans, cadeirante, idoso, hétero e homossexual são apenas conceitos para entendermos que somos humanos desejantes e que nossa pulsão sexual deve ser vivida em sua plenitude.

Sejamos Afrodites, Adônis, Apolos, Dionísios e Héstias! Que o sagrado feminino seja presente! A hipocrisia em relação ao desejo escraviza a alma, precisamos quebrar essas correntes sem cadeados. Para isso, basta o respeito ao corpo, ao desejo, ao prazer verdadeiro.

Sexo é o princípio da vida.

 

Voltar para lista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.